Pseudofruto pomáceo da macieira (Malus Domestica), árvore da família Rosaceae, é um dos pseudofrutos de árvore mais cultivados.

A popular maçã cresce em pequenas árvores de folha caducifólia que florescem na primavera e produzem fruto no outono. Estas árvores são originárias da Ásia Ocidental, onde o seu ancestral selvagem, Malus Sieversii, ainda pode ser atualmente encontrado.

A maçã é uma fruta surpreendentemente benéfica para o ser humano. Nascida da árvore vulgarmente conhecida como macieira, é típica dos ambientes de clima temperado. Tem um paladar extremamente saboroso e é detentora de alto poder nutritivo.




As maçãs são cultivadas há milhares de anos na Ásia e Europa, tendo sido levadas para a América do Norte pelos colonizadores europeus.

Assim, estas encontram-se presentes na mitologia e religiões de muitas culturas, fazendo parte das tradições nórdica, grega e cristã.

Em 2010, o genoma da fruta foi descodificado, levando a uma nova compreensão da maçã, o que se revelou muito útil no controlo das doenças e na reprodução seletiva durante a produção.




Na sua casca encontra-se armazenada uma substância chamada pectina, a qual contribui para diminuir o nível do colesterol sanguíneo. Esta é uma fibra passível de ser dissolvida, mas que não é assimilada pelo intestino. Desta forma, a pectina acumula água e outros materiais residuais, tornando mais fácil a subtração de elementos venenosos e a estabilização do colesterol.

A maçã pode ser usada como uma espécie de laxante, pois auxilia na eliminação das fezes: durante a digestão, ajuda a absorver a água, libertando a que ficou armazenada e não deixando que as fezes sequem e causem problemas posteriores, como a prisão de ventre.

Nela, podem-se encontrar ainda as vitaminas B1 e B2, ideais para reajustar o complexo nervoso, auxiliar o desenvolvimento físico, prevenir enfermidades dermatológicas, estomacais, e problemas capilares.

Além disso, a maçã é rica em niacina e fósforo, evitando o cansaço mental e ajudando na constituição de ossos e dentes. Além disso, tem ferro, que é fundamental para a boa circulação sanguínea. A quercetina, presente nesta fruta, é muito importante para que não se formem coágulos no sangue, responsáveis pela eclosão de derrames.




As maçãs são cultivadas há milhares de anos na Ásia e Europa, tendo sido levadas para a América do Norte pelos colonizadores europeus.

Assim, estas encontram-se presentes na mitologia e religiões de muitas culturas, fazendo parte das tradições nórdica, grega e cristã.

Em 2010, o genoma da fruta foi descodificado, levando a uma nova compreensão da maçã, o que se revelou muito útil no controlo das doenças e na reprodução seletiva durante a produção.




O ideal é consumir com casca, ao natural, pois é nesta que se encontra a maior parte das suas vitaminas e sais minerais.




Leave a Reply

* Required Field
A Sonatural faz parte do Grupo GL,SA