Pimento Vermelho

O Pimento ou Pimentão (em português do Brasil), refere-se a um grupo de cultivares da espécie Capsicum annuum, muito utilizada na culinária de todo o mundo. Os vários cultivares produzem frutos com diferentes cores, sendo as mais conhecidas o verde, o amarelo e o vermelho. Porém, existem outras variedades bastante exóticas, como o branco, roxo, azulado, preto e laranja. São plantas nativas do México, América Central e do norte da América do Sul.

 

Em Portugal, o termo pimentão tanto pode ser sinónimo de pimento, ou seja, a planta ou fruto anteriormente descrito, como da especiaria que se produz a partir do fruto, também conhecida como paprica.

 

Esta hortaliça é um alimento muito apreciado, sendo rico em vitaminas e sais minerais. Devido à beleza de seus frutos, há quem os use como plantas ornamentais.



Origens
O pimento é um fruto originário do sul do México e da América Central, pertencente à família das Solanáceas como a batata, o tomate, a beringela e as pimentas.

Propriedades

Há diversos tipos de pimentos, podendo eles ser divididos segundo a cor, o tamanho e o sabor. Usualmente são verdes, vermelhos ou amarelos. Em geral, os grandes têm um sabor adocicado, enquanto os pequenos são picantes.

 

O pimento pode ser servido como prato principal ou usado como complemento em saladas, maioneses, molhos ou ensopados. É uma boa fonte de vitamina C (o verde) e de vitamina A (o vermelho). A vitamina C dá resistência aos vasos sanguíneos, evita a fragilidade dos ossos, a má formação dos dentes e atua contra as infeções. A vitamina A é importante para a vista, auxilia o crescimento e conserva a saúde da pele e das mucosas, evitando infeções. Os sais minerais contribuem para a formação dos ossos e dentes, mantém o equilíbrio interno do organismo e o vigor do sistema nervoso. Além disso, tem cálcio, fósforo, ferro e sódio. Como todos os legumes, não tem muitas calorias, pois é pobre em hidratos de carbono e proteínas. É um excitante da digestão e, por todas as suas características, é bom para a pele, unhas e cabelos.

 

Para ser de boa qualidade, o pimento deve estar firme e maduro, apresentando uma forma regular. Nessas condições, pode-se conservar no frigorífico entre 2 a 3 semanas. Servido como prato principal ou como complemento em saladas e molhos, é muito apetitoso e apreciado. As suas substâncias aromáticas nem sempre são bem aceites por pessoas que têm problemas digestivos.

 

O pimento de boa qualidade deve ser lustroso, carnudo e ter sempre o cabo verde. Quando não está fresco, a sua pele apresenta um aspeto murcho e flácida, perde o brilho e a cor é mais pálida. Nunca se deve comprar pimentos com manchas ou marcas de insetos, pois são sinais de que não está em boas condições para o consumo. O pimento tem um período de conservação relativamente grande. Deve ficar fechado numa gaveta no frigorífico, de preferência embrulhado em plástico ou papel de alumínio. Para que se conserve por mais tempo, pode ser congelado, cru ou cozido. O pimento congelado conserva-se em bom estado até 9 meses.



Utilização / Conservação
O pimento é um fruto originário do sul do México e da América Central, pertencente à família das Solanáceas como a batata, o tomate, a beringela e as pimentas.

Observações
Para retirar a pele do pimentão, coloque-o em água a ferver durante cerca de 1 minuto ou até romper a pele. Para preparar pimentões recheados, cozinhe-os previamente em água a ferver durante 3 a 5 minutos.